cv

cv

quarta-feira, 31 de maio de 2017

"Só trafico drogas", diz Zezé Perrella ao senador afastado Aécio Neves


Durante conversa telefônica realizada em abril deste ano, o senador Zezé Perrella (PMDB-MG) diz ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) que “não faz nada de errado, só trafica drogas”. O diálogo foi grampeado pela Polícia Federal, por causa das investigações da Operação Lava Jato.

“Na verdade eu fui muito agredido com aquele negócio do helicóptero. Eu não faço nada de errado, eu só trafico drogas”, afirmou Zezé Perrella , referindo-se ao caso da aeronave encontrada pela Polícia Federal em 2013 com 445 quilos de cocaína. O helicóptero pertencia à empresa Limeira Agropecuária, de Gustavo Perrella, filho do senador.

A ligação de Aécio foi motivada pela insatisfação do tucano em relação às declarações dadas por Zezé à “ Rádio Itatiaia ”, de Minas Gerais, na qual o peemedebista faz críticas aos políticos citados na Lava Jato – caso de Aécio. “Poucas vezes eu vi declarações tão escrotas, Zezé, como a que você deu na [Rádio] Itatiaia hoje.”

"Você jogou todo mundo na lama, você me julgou, nos igualou ao campo do PT, dos picaretas todos, como se você tivesse sido eleito, Zezé, por uma ação divina, ou financiado pela semente lá sua, ou pela quentinha do Alvimar. Pô, a nossa campanha foi a mesma, Zezé", acrescentou Aécio . Ao citar as sementes, o tucano refere-se à Limeira Agropecuária, de Gustavo Perrella, enquanto a alusão à quentinha tem ligação com a empresa Stillus Alimentação, de Alvimar Perrella. Ambas as empresas já foram denunciadas por irregularidades.

Aécio diz ainda que as citações na Lava Jato não devem ser consideradas como condenações. “O fato de ser citado não pode ser uma condenação, senão, olha para onde você tá indo. Senão amanhã, nada impede que alguém te cite por alguma razão, por sacanagem. E aí? Você virou bandido?”, questiona.

“Numa hora difícil dessa, nós temos que enfrentar isso com firmeza. Se nós começarmos a não separar e começar cada um a achar que se safa sozinho, acabou, meu amigo”, finalizou o tucano.
Respostas

A assessoria de Aécio afirmou que não comentaria sobre a conversa interceptada, mas reiterou que as campanhas eleitorais do tucano foram feitas dentro da lei.

Já a defesa de Zezé Perrella afirmou que “qualquer pessoa de bom senso ou que não dotada de extrema malícia, poderia perceber, ao escutar os áudios, que o senador estava usando de ironia, em contexto de desabafo”. “A alusão ao contexto na íntegra do ocorrido, explicita que a famigerada frase se trata de uma mera piada, uma brincadeira. O simples ato de ouvir ou ler a gravação, sem o intuito belicoso de vender noticia, permite constatar a ironia”, acrescenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário