IPTU

IPTU

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Antes que Trump destrua o acordo climático



Em 67 dias, o Presidente Trump pode entrar em guerra contra a ação climática, mas, neste momento, governantes de todo o mundo participam da conferência anual do clima. Se agirmos rapidamente, poderemos fazer com que um progresso no Acordo de Paris seja garantido, antes que Trump consiga destruir todo o nosso trabalho. 

Alemanha, Canadá, China, Índia, Brasil, países vulneráveis ao clima e outros estão reafirmando o compromisso selado com o Acordo Climático de Paris. Se muitas pessoas pedirem, podemos fazer com que nossos governantes garantam urgentemente a poluição climática zero, além de usar o poder que têm para exigir que os EUA mantenham a promessa feita em Paris.

Vamos pedir que nossos governantes façam uma declaração forte em favor da ação climática, independentemente do que Trump fizer. A Avaaz tem uma equipe dentro da conferência e se um milhão de membros assinarem rapidamente essa campanha, a petição será entregue diretamente aos governos.


Trump chamou o aquecimento global de fraude, prometeu abandonar o Acordo de Paris e deu o principal cargo ambiental dos EUA a um negador do aquecimento global com vínculos com a indústria petrolífera! 

Os países mais vulneráveis do mundo estão liderando a convocação pela ação climática urgente. Já o Canadá e a Alemanha compreendem a ciência e conhecem os enormes benefícios de mudar rapidamente para energia 100% limpa. A China, por sua vez, está deixando para trás o carvão e quebrando recordes em energias renováveis, bem como a Índia.

Trump pode vir a retirar os EUA da convenção climática da ONU, fornecer mais licenças para exploração de combustíveis fósseis nos Estados Unidos ou ignorar o Acordo de Paris, sem abandoná-lo oficialmente. Portanto, precisamos garantir que o resto do mundo acelere mesmo que os EUA fiquem para trás.

Precisamos apoiar nossos líderes para que eles declarem agora que estão seguindo o único caminho que vai salvar este planeta e manter o mundo no rumo certo quando Trump tomar posse. E quem sabe o que ele vai fazer de fato: ele prometeu empregos e a indústria de energia limpa está crescendo nos EUA. 


Juntos, ajudamos a tornar possível o acordo climático de Paris. Fizemos passeatas, doações, petições e telefonemas. No final, ajudamos a transformar bons líderes em defensores da causa, dificultando qualquer tentativa de coibição. O Acordo de Paris sempre foi um ponto de partida: ainda temos um longo caminho pela frente para salvar tudo aquilo que amamos das mudanças climáticas. Mas se perdemos a luta agora, nossa única chance de cooperação global acaba. Devemos agir nesta semana. 

Com esperança,

Iain, Alice, Pascal, Risalat, Fatima, Ricken e toda a equipe da Avaaz


Nenhum comentário:

Postar um comentário