cv

cv

domingo, 18 de setembro de 2016

Marido de Ana Hickmann desabafa após ameaças: 'A brincadeira acabou'


Alexandre Correa, marido de Ana Hickmann, falou com exclusividade com a reportagem do EGOno final da tarde deste sábado, 17, sobre as ameaças de morte que ele e a esposa sofreram na internet. O empresário fez um boletim de ocorrência na sexta-feira, 16, e agora espera a instauração do inquérito. “Será pedido para que o Instagram e o Facebook, que foram as redes sociais em que ocorreram as ameaças, abram os dados da pessoa que montou esses perfis, pois é a mesma pessoa. Só assim poderemos tomar as providências cabíveis”, explicou ele.

Segundo Alexandre, esta não é a primeira vez que ele e Ana sofrem ameaças na Internet. “Mas depois que morreram quase três pessoas em um quarto de hotel, a brincadeira acabou. Se for pra morrer alguém nessa história, não será alguém da minha família”, desabafou o empresário, se referindo quando, em maio deste ano, Ana Hickmann foi vítima de um atentado num hotel, em Belo Horizonte.

‘Ana está decepcionada’
Alexandre contou que a esposa, Ana Hickmann, ficou muito abalada com o ocorrido. “Transtornou, mais uma vez, a vida dela. Ela ficou muito triste, decepcionada. Não fazemos mal a ninguém, somos pessoas do bem. Não estamos entendendo o fio desta meada. Se fossem problemas partidários, religiosos, mas não, não faz sentido. Somos pessoas comuns e essa dúvida está nos deixando mais angustiados”, contou ele.

Andamos com carro blindado, quatro seguranças. Vou ao shopping com meu filho com quatro seguranças junto. É uma judiação. Podia estar doando esse valor que gasto com segurança"
Alexandre Correa

‘Andamos com quatro seguranças’
Alexandre reclamou também da falta de segurança na internet. “O que me deixa mais perplexo é como o Instagram e o Facebook deixam criar perfil com o nome ‘Quero matar’. Isso é insano. Tinha que ser algo previamente visto já”, disse ele, que não vai reforçar a segurança da família – que já foi aumentada após o ocorrido no hotel.

“Não tem mais por onde. Andamos com carro blindado, quatro seguranças. Vou ao shopping com meu filho com quatro seguranças junto. É uma judiação. Podia estar doando esse valor que gasto com segurança”, completou ele..

Nenhum comentário:

Postar um comentário