cv

cv

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Torcedor acusa ator Murilo Rosa de vender ingressos falsos para jogo do Brasil

Um torcedor acusou o ator Murilo Rosa de vender ingressos falsos para a final do futebol masculino da Olimpíada, entre Brasil e Alemanha, no Maracanã. Segundo o torcedor, que também é advogado, o ator cobrou R$ 1,5 mil por dois bilhetes para o jogo. Cada ingresso tinha impresso o valor de R$ 700. Após comprar os bilhetes do ator, o advogado e seu filho, de 12 anos, foram barrados na porta do estádio na noite de sábado (20). O caso foi registrado na 18ª DP como estelionato.

O ator Murilo Rosa afirmou que também foi enganado e não sabia que os ingressos eram falsos. Ele havia comprado os bilhetes de um desconhecido na porta do estádio, mas decidiu vender depois que percebeu que os assentos não eram um ao lado do outro e os dois ficariam distantes. 

"Meu filho tinha o sonho de ver a seleção de perto e, mesmo sem ingresso, fomos até o Maracanã tentar comprar alguma entrada. Estávamos na fila do portão B, quando me disseram que o ator estava vendendo ingressos. Fui até lá. Ele estava com a mulher e disse que tinha comprado cada ingresso por R$ 1 mil. Disse que só tinha R$ 1,5 mil e ele aceitou. Só comprei dele porque ele é um ator famoso, passa credibilidade. Quando chegamos na porta, fomos barrados. Disseram que era falsos. Não deu para acreditar. Em vez de ver o jogo, passamos horas na delegacia", desabafou o advogado, que não quis se identificar e é natural de Cuiabá, ao jornal Extra.

De acordo com o ator, ele comprou os ingressos por R$ 2 mil no Parque Olímpico, nas mãos de um rapaz "bem apessoado". Ainda segundo ele, o contato teria sido passado por um parente. "Só me pareceu um pouco afoito, mas estava com a mulher. Então comprei [...] Nunca ia imaginar que os ingressos eram falsos", disse. 


Os ingressos foram entregues pelo advogado na delegacia e passarão por uma perícia. Um inquérito já foi aberto pela Polícia Civil para investigar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário