A,M

A,M

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Filho de Bolsonaro passa mal durante debate ao vivo



Na noite desta quinta-feira (25), o candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro (PSC), passou mal ao vivo durante o debate na TV Bandeirantes. Ele foi amparado pelos adversários Jandira Feghali (PCdoB) e Carlos Roberto Osorio (PSDB). Jandira que é médica, disse ter oferecido ajuda a Flávio, mas o pai dele, o deputado Jair Bolsonaro (PSC), segunda ela, recusou.

O debate foi interrompido e o candidato se retirou do estúdio, e quando foi retomado, Jandira aproveitou o primeiro tempo. “Quem protege torturador não me representa”, afirmou Jandira, referindo-se à homenagem que Jair Bolsonaro fez ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra durante a votação do impeachment na Câmara dos Deputados, em abril passado. “A solidariedade não faz parte desse grupo”, concluiu Jandira.

Por recomendação médica, Flávio Bolsonaro não retornou ao debate. Na rede social, ele disse que foi atendido em um hospital da rede privada e liberado na madrugada desta sexta-feira (25). "Vários fatores colaboraram para seu mal-estar, o principal deles uma intoxicação alimentar que vitimou inclusive um de seus assessores, devido a uma refeição na tarde de quarta-feira. Flávio Bolsonaro pede desculpas a todos os seus concorrentes pela ausência no restante do debate; o candidato agradece publicamente aos concorrentes Jandira Feghali e Carlos Osório pelos gestos de solidariedade ao socorrê-lo", diz trecho de nota publicada em seu perfil no Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário