cv

cv

domingo, 14 de agosto de 2016

Chefe de gabinete Marco Feliciano confirma à polícia ter dado dinheiro a jornalistade

O chefe de gabinete do deputado Marco Feliciano (PSC-SP), Talma Bauer, afirmou em depoimento à polícia na noite desta sexta-feira (12) ter dado dinheiro para a estudante de Jornalismo Patrícia Lélis, de 22 anos, para que ela retirasse a acusação de tentativa de estupro que faz contra o parlamentar. “Bauer confirma que entregou R$ 20 mil. Agora, essa semana, vou juntar outras provas nos autos”, afirmou o delegado do caso Luís Roberto Hellmeister, ao jornal O Globo. Segundo o delegado, Bauer teria dado o dinheiro por ter sido vítima de extorsão e, por isso, não será indiciado. “Ele estaria, como chefe de gabinete, preservando, verdade ou mentira, a imagem do deputado. Não vai ser processado nem indiciado”, disse. Na última quarta (10), um vídeo recebido pela polícia mostrou a tentativa de Bauer de comprar o silêncio da jornalista. Na gravação, feita no dia 30 de julho pelo assessor Emerson Biazon, os três conversam no hall de um hotel na capital paulista e acertam de que forma a estudante receberia R$ 50 mil do assessor de Feliciano. O valor teria sido entregue por Bauer a um homem chamado Arthur Mangabeira mas, segundo Biazon, o intermediário não repassou o dinheiro a Patrícia. Mangabeira ainda deve ser ouvido pela polícia na próxima semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário