A,M

A,M

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

John tem o chicote, enquanto Jabes tem a caneta.


O ano de 2016 será de caça às bruxas na prefeitura de Ilhéus. O prefeito Jabes Ribeiro (PP) bateu o pé e prometeu que de uma cajadada só irá demitir a grosso modo exatos 1.200 trabalhadores. As demissões, segundo o alcaide, é para se adequar a lei de responsabilidade fiscal, e que fazem parte do novo pacote de maldade do sistema, anunciado desde o ano passado. A relação contendo os nomes dos futuros desempregados foi aprovada pelo prefeito Jabes Ribeiro, que autorizou o secretario de administração,Ricardo Machado, o processo de desligamento da esfera municipal.

Até março, os servidores estarão no olho da rua, sem aviso prévio e sem piedade. A tábua de graxa atingirá principalmente os que foram admitidos entre os anos de 83 a 88, contratados e até concursados. O terror psicológico implantado pela turma do jabismo tem gerado alguns dissabores, a exemplo, da tensão e da saúde abalada de muitos pais de família, que não sabem o que fazer, com a possível enxurrada de demissões, no combalido [des] governo J.R.

Nenhum comentário:

Postar um comentário