A,M

A,M

sábado, 16 de janeiro de 2016

Clínica onde modelo morreu em Niterói é interditada

A Prefeitura de Niterói informou que a vigilância sanitária municipal interditou, nesta quinta-feira, a clínica Wagner Moraes Cirurgia Plástica, localizada em São Francisco, bairro nobre do município. A clínica é a mesma onde a modelo Raquel Santos fez um procedimento estético no rosto, na segunda-feira passada. Logo depois, ela passou mal e foi levada para o Hospital Icaraí, onde morreu uma hora após dar entrada no local. Segundo a prefeitura, técnicos da vigilância sanitária e controle de zoonoses de Niterói encontraram medicamentos e insumos vencidos, além de amostras de pele humana armazenadas em geladeira. Ainda de acordo com a prefeitura, a clínica está impedida de funcionar até que ele regularize sua documentação junto à Vigilância Sanitária municipal, adequando-se à legislação em vigor. O Extra tentou contato com o médico Wagner de Moraes e com sua advogada , para falar sobre a interdição da clínica. Os dois não atenderam os telefonemas. Nesta sexta-feira, o viúvo Gilberto de Azevedo e a mãe de Raquel, prestaram depoimento na 79ª DP (Jurujuba). Os dois disseram que a modelo fez uma série de procedimentos estéticos, entre os dias 4 e 11 de janeiro, esta última data em que a jovem morreu. De acordo com os depoimentos, No dia 4, raquel fez uma aplicação nos glúteos, em uma clínica da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. No mesmo período acima, ela fez um tratamento odontológico com uso de anestesia e ainda usou um tranquilizante de tarja preta. No dia 11, ela se submeteu a um procedimento no rosto, conhecido como bigode chinês, que foi feito pelo médico Wagner de Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário