cv

cv

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Vídeo mostra momento em que brasileiro cai de cruzeiro no Caribe

O brasileiro Bernardo Garcia Teixeira, 31 anos, caiu de um navio de cruzeiro nas Bahamas. O desaparecimento foi registrado por volta de 1h da madrugada da sexta-feira, no horário local, segundo a empresa Royal Caribbean Cruises, responsável pelo navio Oasis of the Seas.
Bernardo teria pulado após briga com marido
(Foto: Reprodução)
"Nesta sexta-feira, 6 de novembro, quando o Oasis of the Seas estava em mar, a 27 km a leste das ilhas Turks and Caicos, um hóspede de 35 anos do Brasil foi ao mar. Ele foi visto por tripulantes do Oasis of the Seas subindo intencionalmente na lateral do navio. Um helicoptero da guarda costeira foi deslocado e está nos ajudando nas buscas. Nossa equipe de atendimento está fornecendo apoio à família do hóspede, e nossos pensamentos e orações estão com eles neste momento difícil", diz o texto.

A guarda costeira faz buscas em uma área de cerca de 145 quilômetros de Mayaguana, nas Bahamas.Um helicóptero da guarda costeira decolou da Flórida para também procurar pelo homem, assim como um avião de busca e resgate Hércules HC-130, segundo a guarda costeira.

O Oasis of the Seas, que tem capacidade para mais de 5 mil passageiros, está no meio de uma viagem de uma semana pelo leste do Caribe. Atualmente, ele está na Flórida.

Pulo
Segundo a polícia do condado de Broward, na Flórida, um vídeo mostra o momento que o brasileiro pula do cruzeiro. Ele viajava com o marido Erik Elbaz, 34, no Caribe. A segurança do navio foi chamada depois de uma briga entre os dois. 

"Os detetives de homicídios analisaram evidências das interações com a segurança do navio em que é possível ouvir a vítima declarar que planejava se jogar da embarcação. Na gravação, Garcia Teixeira pode ser visto correndo para o terraço sozinho. O vídeo também mostra Elbaz correndo atrás de Garcia Teixeira, seguido da equipe de segurança do navio", diz o comunicado, divulgado nesta segunda-feira.

O brasileiro pulou do sétimo andar, ficando pendurado na estrutura de botes de resgate no quinto andar. Uma passageira fez imagens que mostram ele se soltando e caindo no mar.
O advogado da família de Bernardo afirma que o caso não se trata de suicídio. Diz ainda que o brasileiro foi alvo de piadas e comentários preconceituosos por parte de funcionários do cruzeiro porque viajava com o marido. Com isso, ele teria ficado nervoso e caído da sacada, segundo a versão do defensor ao G1.
Em comunicado emitido na noite de sábado, a Royal Caribbean afirmou que a equipe do cruzeiro "não teve nenhuma briga física com o passageiro e foi incapaz de prevenir seu salto da varanda do camarote". Segundo a empresa, o incidente ocorreu depois que o brasileiro e seu marido discutiram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário