A,M

A,M

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

'Estamos arrasados', diz família após mortes de idosa e filha em Araraquara

Mãe e filha passaram mal e morreram após acidente na Vila Xavier em Araraquara (Foto: Arquivo pessoal)

Familiares da idosa de 81 anos e da filha dela 59 estão inconformados com as duas mortes em Araraquara (SP) após um reservatório de água romper e alagar várias casas na Vila Xavier, na noite de quarta-feira (11). Ambas as vítimas passaram mal, foram socorridas, mas não resistiram. Outras duas pessoas estão internadas.

“Estamos arrasados, a família está destruída”, disse Osmarina de Jesus Amaral, nora da idosa. Segundo ela, a família estava unida e feliz à espera de um sonho acontecer, o casamento de uma das netas, mas a tragédia abalou a todos.

A caixa d’água que fica em frente à unidade do Sesi rompeu por volta das 18h. Cerca de 1,5 milhão de litros de água do reservatório começou a vazar e invadiu casas.

A caixa d’água bombeava água para um reservatório superior que era clorada e distribuída para os bairros. Por conta da explosão, o clorador foi arremessado para o outro lado da rua. O forte cheiro do cloro e da amônia invadiu o bairro, segundo os moradores.
Irmão da idosa que morreu após o rompimento do
reservatório de água (Foto: Carol Malandrino/G1)

Socorro
Irmão da idosa, o aposentado Geraldo do Amaral, de 65 anos, disse ao G1 que Maria Silva do Amaral e a filha dela Sonia Maria do Amaral passaram mal com o forte cheiro. “Quando cheguei, elas já estavam sendo socorridas por vizinhos”, contou.

A idosa, que morava na casa com três filhos, estava limpando o jardim no momento do acidente. Ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu.

A filha estava dentro de casa quando a pressão começou a subir. Socorrida, ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro. Outras duas pessoas ficaram feridas e foram socorridas para a Santa Casa. Uma delas está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Mãe e filha serão enterradas nesta quinta-feira (12) no Cemitério São Bento, em Araraquara, às 16h30.

Recorrente
Em nota, o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) informou que “a provável causa da ruptura é a corrosão da armadura metálica" e assumiu que o reservatório já operava com a capacidade reduzida, pois o reservatório ao lado já teve o mesmo tipo de problema em 2014 .

O Corpo de Bombeiros e o Samu socorreram outras pessoas que passaram mal por causa do forte cheiro de cloro. Segundo a Santa Casa, um homem de 55 anos foi internado com edema de glote (conhecido popularmente como “garganta fechada”) e precisou ser entubado. Outro homem de 36 anos também foi levado à unidade pelo Samu e permanece em observação.
Moradora contou que cenário de destruição
assustou (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)

Susto
A forte enxurrada assustou moradores do bairro. Carros foram arrastados e mais de dez casas ficaram alagadas. A comerciante Vilma Justino disse que ouviu o barulho.

"Ao sair, me deparei com a situação. Muita água na rua, um carro praticamente em cima da calçada, vizinhos assustados e um forte cheiro de cloro. Foi horrível", relatou.

Mara Ivone Moreno, de 50 anos, mora em frente ao local que fica o reservatório e também se assustou. "Achei que fosse uma batida entre dois caminhões, mas de repente começou a alagar minha casa. A água chegou a um metro de altura e depois voltou a descer".

Por conta do acidente, moradores da Vila Xavier, Jardim Floridiana, Jardim das Estações, Jardim das Américas, Jardim Brasil e Jardim Paulistano ficaram sem água por mais de 14 horas. Segundo o Daae, o fornecimento foi retomado nesta manhã.

Investigação
A Prefeitura de Araraquara lamentou o acidente e afirmou que se solidariza com a família das moradoras da Vila Xavier que faleceram na noite de quarta-feira.

Assistentes sociais do município estiveram com os familiares e a estrutura da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social está à disposição da família e da população daquela região da Vila Xavier.

A Prefeitura informou ainda que acompanha a investigação e a elaboração dos laudos técnicos por parte do Daae e da Polícia Civil.
Casas fora alagadas após reservatório romper na Vila Xavier (Foto: Lícia Mangiavacchi/EPTV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário