cv

cv

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Cadeirante joga soda cáustica na ex-mulher e dois filhos


Um cadeirante de 38 anos jogou soda cáustica na ex-esposa, de 34, e nos dois filhos, de 5 e 7 anos, em Ouro Preto do Oeste (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho, no último sábado (14). A mulher teve a cabeça, o rosto e parte do tórax atingidos pela substância corrosiva e precisou ser transferida para atendimento na capital. As crianças tiveram ferimentos leves e já foram liberadas. O homem fugiu após cometer o crime e ainda não foi localizado pela polícia.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi ao apartamento do ex-marido para receber a pensão alimentícia dos filhos. Quando a mulher chegou e se aproximou para pegar o dinheiro, o suspeito atirou o líquido, que estava dentro de uma panela. "Ela [a vítima] achou que a panela continha algo que ele iria comer, por isso não se afastou", relata Sheiliane da Penha Silva, prima da vítima.


A vítima e os filhos foram socorridos pela Polícia Militar e encaminhados ao Hospital Municipal de Ouro Preto. As crianças foram atingidas por respingos da soda cáustica e sofreram apenas ferimentos superficiais. Conforme o diretor do hospital, Cristiano Ramos Pereira, devido à gravidade das lesões nos olhos, a mãe teve que ser encaminhada para Porto Velho, para atendimento especializado.A familiar conta que o filho mais velho do casal puxou a mãe para fora da residência e pediu socorro a uma mulher que passava pelo local. "Ela me disse ainda que ele [o suspeito] tinha uma arma com ele, ao lado da cadeira de rodas", complementa. O agressor, que é paraplégico devido a um acidente (veja abaixo), fugiu depois da agressão.

Além de comprometer a visão da mulher, o líquido corrosivo teria ocasionado manchas avermelhadas semelhantes a queimaduras no rosto da vítima e sérias lesões no couro cabeludo, causando feridas eQUEDA DE CABELO, de acordo com a prima Sheiliane.

A PM fez buscas pela cidade para encontrar o suspeito, mas ele ainda não foi localizado.

Relacionamento
A família da vítima conta que ela e o ex-marido estão separados há cerca de quatro anos e meio. No entanto, segundo a prima da mulher, o homem "ainda não aceitou a separação". Também de acordo com Sheiliane, o suspeito perdeu o movimento das pernas e passou a depender de cadeira de rodas após cair de cima de um pé de coco e bater a coluna contra um meio fio. "Ela ainda cuidou dele enquanto ele se recuperava", relata Sheiliane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário